Cuidados para um sorriso saudável

Os cuidados com a  saúde e a aparência pessoal transmitem ao mundo mais do que nós somos. Isso não significa apenas praticar esportes e ter uma alimentação saudável, mas também ter uma atenção especial com a saúde oral. A boca desempenha importantes funções que repercutem na saúde de todo organismo. Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microorganismos prejudiciais  á saúde.



É importante ressaltar que doenças da boca têm relação direta com fumo, consumo de álcool e má alimentação. Estudos científicos também comprovam que a saúde bucal tem íntima relação com a saúde geral. As más condições de higiene bucal podem causar doenças bucais, que por sua vez, podem levar a outras enfermidades (ou agravá-las) principalmente doenças cardiovasculares (Endocardite bacteriana)  e diabetes.
Os problemas mais comuns que acometem a cavidade oral:
1- Caries: Doença multifatorial. Desintegração da estrutura dental provocada pela higiene inadequada, ingestão de açucares ou ainda por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva- Xerostomia ( uso de alguns medicamentos, doenças que afetam as glândulas salivares- diabetes; doença de Hodgkins; mal de Parkinson; AIDS e síndrome de Sjögren, quimioterapia e radioterapia, menopausa e fumo.
2- Placa Bacteriana- A  placa bacteriana é um biofilme aderido à superfície do dente que pode ser removido por ação mecânica- escovação, uso do fio dental e escovas interdentais. Fixa-se principalmente nas regiões de difícil higienização, como nos espaços interdentais, provocando cáries e tártaros.
3- Gengivite e Periodontite- Estas bactérias acabam por afetar a gengiva, causando a inflamação na qual damos o nome de Gengivite. Uma vez estabelecida a gengivite e sem que haja um controle da placa bacteriana pode se desenvolver para um quadro de periodontite. A periodontite é uma inflamação que vai além da gengiva, alcançando o tecido ósseo e suas estruturas formando a bolsa periodontal e acarretando em perda óssea.
4- Cálculo Dental ou Tártaro- endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.
5- Halitose- Conhecida como Mau Hálito , bactérias presentes na boca são capazes de produzir compostos com odor desagradável. Se a higiene oral for feita de maneira inadequada, há uma proliferação desses compostos gerando o mau hálito. A língua também merece destaque, pois quando não a higienizamos ocorre o acúmulo de resíduos e células mortas resultando em uma placa branco-amarelada no dorso da língua conhecida como Saburra Lingual- meio de proliferação d bactérias que levam ao mau hálito. 
Gengivite, periodontite também geram mau hálito. Causas de origem das vias aéreas como na região das amígdalas que apresentam reentrâncias que favorecem o acúmulo de Cáseos Amigdalianos- restos mal cheirosos que podem ser expelidos na fala, tosse ou espirros.
Diabetes, problemas pulmonares, intestino, rins, fumo deficiência de vitamina A e D e pouca produção salivar levam a halitose. Alguns medicamentos  para depressão, emagrecimento e pressão alta podem levar a alterações na saliva gerando mau hálito.
Aqui vão algumas dicas para o tratamento da Halitose:
* Beber água - 2 litros de água por dia para manter a boca sempre úmida!
* Evitar passar muitas horas sem alimentar-se pois o jejum prolongado favorece o aparecimento da halitose.
* Caprichar na higiene bucal. Ao escovar os dentes usartambém o fio dental, e o enxaguante bucal, que pode ser utilizado para complementar. A escovação da língua é crucial para o controle da halitose, portanto SEMPRE deve ser lembrada!
* O uso de enxaguante deve ser restrito e de preferênciasem álcool. Siga as orientações do seu dentista.
* Certificar se os níveis de glicemia estão dentro da normalidade e se o funcionamento do estômago, rins e intestinos não apresentam nenhuma alteração. Consulte um médico para avaliação da sua saúde!
* Utilizar, de vez em quando, goma de mascar ou balas sem açúcar, que ajudam a aumentar a salivação.
* Fique atento e procure um Cirurgião Dentista
É importante  também observar se existem lesões  como manchas, caroços, inchaço, feridas, placas esbranquiçadas ou avermelhadas  principalmente na língua, bochechas, palato, garganta e mucosa. As lesões benignas mais comuns são feridas provocadas por próteses, aftas, herpes labial. Atenção especial ao Câncer Bucal que são lesões malignas graves.
6- Câncer Bucal- São tumores malignos que acometem a boca e parte da garganta. Pode se desenvolver nos lábios, assoalho da boca, língua, palato, gengiva, fundo da garganta e glândulas salivares. Está entre os 10 tipos mais comuns apresentando a maior taxa de mortalidade dentre os tumores malignos da região da cabeça e pescoço. Alguns fatores podem contribuir para o câncer de boca: Fumo, álcool, má higienização, exposição excessiva ao sol, deficiências nutricionais, sexo oral desprotegido e pré disposição genética. 
Atenção em feridas que não cicatrizam e 2 semanas, indolores com sangramento ou não. Manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou mucosa.

Comentários